segunda-feira, 22 de outubro de 2012

A Biblioteca ajuda a poupar: dicas preciosas


Calcule o seu orçamento mensal, incluindo as despesa correntes. Existem vários sítios onde o pode fazer, como o www.moneybasics.pt.
Faça uma previsão das despesas extraordinárias que tem todos os anos, como prendas, férias, livros, compras de grande valor.
Analise o seu orçamento todos os meses. Se necessário corrija-o.
Tente, todos os meses, poupar algum dinheiro para constituir um fundo de emergência
É importante definir prioridades para os seus gastos: perceber quais são as despesas indispensáveis e aquelas que pode reduzir, em caso de maior necessidade.
Ponha de parte uma pequena quantia para os presentes de Natal ou para férias e saídas. Não terá de se preocupar quando chegarem esses momentos.
Tome o pequeno-almoço em casa: permite uma poupança de muitos euros por mês. Os almoços durante a semana num restaurante custam, no mínimo, €132, mensalmente.
Evite deslocações de carro em trajetos curtos. Os carros gastam mais quando ainda estão frios.
 
 
Prefira produtos da época e da região. Opte pelas frutas e produtos hortícolas a granel.
Nunca esqueça de comparar os preços dos produtos por quilo ou litro, em vez de o fazer por embalagem.
Vá ao supermercado fora da hora das refeições.
As refeições pré-cozinhadas são sempre mais caras.
Antes de sair para o supermercado, faça uma lista de compras e defina um valor máximo para gastar.
Procure as promoções e ofertas especiais.
Pode vender tudo aquilo que não utiliza com regularidade, na internet, recorrendo aos classificados ou até em pequenas feiras que vão aparecendo cada vez nos bairros.
Na internet é já possível ler diversas obras literárias de forma legal e gratuita. Pode optar também pelo recurso à biblioteca da região onde reside.
Vá ao cinema nos dias em que os bilhetes são mais baratos.
 
No site www.anacom.pt (Autoridade Nacional de Comunicações),encontra um simulador para as diferentes tarifas de telemóveis, internet, televisão e telefones fixos.
Nem sempre as marcas brancas são mais baratas. A Deco www.deco.pt.tem um simulador com cabazes de compras.
Os eletrodomésticos ligados em stand by representam um acréscimo na fatura da luz.
Aproveite a água fria da banheira enquanto está á espera que atinja a temperatura ideal. Igualmente, os duches permitem poupar 80 mi litros de água por ano.
Evite ligar o aquecimento no máximo para aquecer a casa mais depressa.
Feche a torneira enquanto lava os dentes:  este gesto permite-lhe poupar  água.
Deixe as panelas tapadas quando estão ao lume. A poupança de energia será significativa.

E quando o dinheiro não chega?

Para evitar incumprimentos…

·         Reorganize o seu orçamento e adote um novo estilo de vida.

·         Coloque a hipótese de avançar para medidas mais drásticas, como a venda de alguns bens.

·         Tente renegociar créditos existentes.

·         Se precisar, peça apoio às diferentes entidades da área como o Gabinete de Apoio ao Sobre endividado ou a Associação Portuguesa para a Observação, Investigação e Apoio na Reeducação, em Matéria de Endividamento (APOIARE).

·         Nunca deixe arrastar a situação. Ataque o problema o mais cedo possível.

·         Evite contrair créditos para pagar anteriores.

·         Se entrar numa situação limite, com várias prestações em atraso e sem capacidade para as liquidar, a lei prevê a possibilidade de pedido de insolvência de particulares. A insolvência possibilita o pagamento das dívidas em prestações ou o perdão parcial ou total das mesmas, e a proteção dos credores. As regras são apertadas, mas se reunir as condições exigidas, pode recomeçar a vida ao fim de cinco anos.

 

 

 Revista Visão, 20 de Outubro de 2011 (adaptado)

Sem comentários:

Publicar um comentário